23.08.07

 

Um dia alguem me dedicou este poema.O meu H.há muito tempo.num reino distante,num outro tempo.quando o H era um pouquinho meu.eu era outra pessoa.ele tambem.lembro-me vagamente da carta escrita á mão.lembro-me da minha reacção.felicidade.

[Migalhas daquilo que sentia pelo H.]

 

A música essa é simplesmente linda:

Eu não sei o que vi aqui
Eu não sei prá onde ir
Eu não sei por que moro ali
Eu não sei por que estou

Eu não sei prá onde a gente vai
Andando pelo mundo
Eu não sei prá onde o mundo vai
Nesse breu vou sem rumo

Só sei que o mundo vai de lá prá cá
Andando por ali, por acolá
Querendo ver o sol que não chega
Querendo ter alguém que não vem.

Cada um sabe dos gostos que tem
Suas escolhas suas flores, seus jardins
De que adianta a espera de alguem
O mundo todo reside dentro em mim

Cada um pode com a força que tem 
Na leveza e na doçura de ser feliz

Vanessa da Mata - Onde Ir

 

publicado por hanna às 01:46

Continuando a derreter o gelo...
mais sobre mim
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13

19
22



arquivos
2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
blogs SAPO